quarta-feira , 21 Fevereiro 2018
Avião russo cai perto de Moscou e deixa 71 mortos

Avião russo cai perto de Moscou e deixa 71 mortos

Moscou, Russia –  Um avião russo modelo Antonov AN-148 da linha aérea Saratov caiu neste domingo com 71 pessoas a bordo, sendo 65 passageiros e seis tripulantes, enquanto fazia a rota Moscou-Orsk, na região de Oremburgo, fronteira da Rússia com o Cazaquistão.

Todas as pessoas morreram, segundo informações da promotoria de Transportes. “Eles não tiveram chance de saírem vivos”, disse o funcionário à agência de notícias Interfax. Pouco depois do acidente, vários habitantes da região contaram que viram o AN-148 cair cercado por chamas.

Especialistas acreditam que o acidente pode ter sido causado por condições meteorológicas e alguma falha técnica, sem excluir erro humano. No entanto, de acordo com algumas fontes, o equipamento, que foi fabricado há oito anos, teria caído quando se chocou com um helicóptero dos Correios da Rússia.

A aeronave desapareceu dos radares, onde permaneceu apenas dois minutos e onze segundos, pouco depois das nove da manhã (hora local de Brasília) e caiu na área de Argunóvo, distrito de Rámenski, nas proximidades da capital russa.

O AN-148 se dirigia para a cidade de Orsk, na província de Orenburg. A grande maioria dos passageiros era da região, particularmente da parte leste, disse Sergei Shermeschinski, porta-voz do governador de Orenburg.

O ministro russo dos Transportes, Maxim Sokolov, dirigiu-se imediatamente ao local onde o avião caiu e onde os primeiros restos das vítimas já foram encontrados.

Fontes dos serviços de emergência indicaram que os escombros podem ser vistos pelo ar, e que as equipes de resgate tiveram que ir para o local do acidente a pé, pois não era possível chegar pela estrada.

A promotoria abriu um inquérito para apurar o acidente do AN-148, e vai investigar a operação da companhia aérea Saratov. O presidente Vladimir Putin, além de enviar suas condolências às famílias das vítimas, pediu a criação de uma comissão especial para estudar o que aconteceu, de acordo com seu porta-voz, Dmitri Peskov.

Amazonianrede-El País

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money