quinta-feira , 29 junho 2017
"Tefé é um município pólo com fortes tendências turísticas que vão além da reserva de Mamirauá", disse Francisco Souza

Francisco Souza promove audiência pública para debater potencial turístico de Tefé

Em continuidade as ações itinerantes da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado (Ctur/Aleam), presidida pelo deputado Francisco Souza (Podemos), o grupo de trabalho promoveu uma Audiência Pública em Tefé (distante 575 km da capital) para discutir o desempenho das potencialidades turísticas locais. Os debates aconteceram na Câmara Municipal do município, na quarta-feira (14), e contaram com a participação da Empresa Amazonense de Turismo (AmazonasTur), vereadores, representantes comerciais, representantes da rede hoteleira e associações de guias de turismo, artesãos e comunidade.

“Tefé é um município pólo com fortes tendências turísticas que vão além da reserva de Mamirauá. Essas potencialidades devem ser exploradas com ações responsáveis e disciplinadas por leis de incentivos. E, a partir dessa Audiência Pública vamos desenvolver projetos que ampliem a oferta de atrativos para a promoção do Turismo local e garantam mais empregos, mais renda para a nossa gente”, anunciou Souza em seu discurso.

Abrindo os debates, os guias de turismo apontaram as maiores falhas e entraves para o desenvolvimento da atividade local. “Eu amo Tefé e, se todos amarem, o turista também vai amar”, aumentou o tom do debate o guia Maickson Nascimento, 23, ao chamar a atenção das autoridades e população para que o zelo pela cidade tenha reflexo na participação dos tefeenses. O jovem também associou a falta de transporte público e a coleta de lixo como exemplos que mascaram os atrativos turísticos da cidade.

“Precisamos de uma delegacia de turismo para auxiliar na vigilância do nosso patrimônio e resguardar os direitos dos nossos visitantes, indicou Maickson que se queixou do abandono do acervo tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que se degrada silenciosamente.

Outras áreas também foram alvos de críticas na Audiência como, saúde, segurança, infraestrutura e fiscalização. A Associação dos Guias de Turismo de Tefé fez coro aos profissionais das redes hoteleiras e comerciais que esbarram na ausência de policiamento ostensivo e na falta de incentivo cultural que afastam o turista.

Áreas indígenas

A Comissão de Turismo da Aleam, coordenadora da Audiência Pública, abriu espaço para as discussões do Turismo nas áreas indígenas. O grupo de trabalho apurou que mais de 50% da área geográfica de Tefé não é conhecida, como as terras indígenas. A AmazonasTur garante que existe uma lei federal (03/2015) que libera a visitação, mas os promotores de agências de Turismo precisam apresentar um projeto de viabilização ao órgão estadual.

Todas essas informações colhidas durante a exposição de ideias serão compiladas e transformadas em projetos que deverão ser encaminhados à Câmara Municipal de Tefé para providências e elaboração de leis para o seguimento turístico. Já na Aleam, o deputado Francisco Souza vai intermediar os pleitos de Tefé junto ao governo do Estado para o cumprimento da agenda de compromissos firmados no encontro realizado no interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money