terça-feira , 17 outubro 2017
Indicadores apontam retomada de empregos  no PIM

Indicadores apontam retomada de empregos  no PIM

A média de pessoas empregadas no PIM em 2017 está em 84.902 pessoas. No período de janeiro a agosto do ano passado, era de 84.682. Ainda que de forma tímida, o acumulado nos oito primeiros meses deste ano representa 0,25% mais empregos que o mesmo período de 2016.

Amazonas  – Os Indicadores de Desempenho do Polo Industrial de Manaus (PIM), divulgados pela SUFRAMA, apontam retomada de empregos na indústria incentivada da capital amazonense. Os números mais recentes, referentes ao mês de agosto, apontam, no acumulado do ano, 18.225 contratações contra 17.450 demissões, o que significa um saldo positivo de 775 vagas.

A média de pessoas empregadas no PIM em 2017 está em 84.902 pessoas. No período de janeiro a agosto do ano passado, era de 84.682. Ainda que de forma tímida, o acumulado nos oito primeiros meses deste ano representa 0,25% mais empregos que o mesmo período de 2016.

A maior variação relativa no número de empregos foi no setor de Bebidas, que contava com 2.021 profissionais no final de 2016 e, em agosto deste ano, já empregava 2.296 – crescimento de 13,61%. Em seguida vem o setor de Papel e Papelão, com variação positiva de 12,15%. O maior crescimento absoluto vem do setor Eletroeletrônico, que criou 2.668 vagas neste ano, saindo de 32.628, em 2016, para 35.296, em 2017 (até agosto). A variação é de 8,18%.

Faturamento

As empresas do PIM faturaram R$ 50,8 bilhões entre janeiro e agosto deste ano. Este número representa um crescimento de 6,90% em relação ao mesmo período do ano passado. Analisando o faturamento em dólar, o crescimento relativo é ainda maior, em função da desvalorização da moeda americana frente à moeda nacional no período: 18,39% (saindo de US$ 13.6 bi para US$ 16 bi).

Com exceção do mês de junho, todos os meses deste ano vêm apresentando melhor desempenho de faturamento em relação ao ano passado. Levando em conta apenas o mês de agosto, o faturamento, em Real, saltou de R$ 6,9 bilhões para R$ 7,2 bilhões (crescimento de 4,56%).

Do total faturado nas indústrias do PIM, 28,88% diz respeito ao setor Eletroeletrônico que, sozinho, já faturou R$ 14,6 bilhões este ano, sem levar em conta os Bens de Informática. Somados, Eletroeletrônico e Bens de Informática representam quase metade do faturamento de todo o Polo Industrial de Manaus, com R$ 25 bilhões acumulados de janeiro a agosto.

O setor de Duas Rodas representa 13,80% do total faturado, não apresentando evolução em relação a 2016, mas mantendo a média de faturamento, apesar da queda de 9,32 % no total de motocicletas produzidas.

Em relação aos produtos, o maior crescimento registrado vem dos Home-Theaters, que saltaram de 29.796 unidades produzidas em agosto de 2016 para 65.734 unidades em agosto deste ano: crescimento de 120,61%. Aparelhos de GPS, monitores de LCD e aparelhos telefônicos também apresentaram mais de 100% de crescimento no período. As maiores quedas registradas foram em videogames, câmeras fotográficas digitais e condicionadores de ar do tipo janela (embora os aparelhos splits tenham tido crescimento de 53,67%).

Análise

Para o superintendente da SUFRAMA, Appio Tolentino, a retomada da geração de postos de trabalho, aliada ao desempenho crescente do PIM em diversos segmentos industriais, tem possibilitado projeções cada vez mais otimistas para o restante do ano. “A SUFRAMA busca fomentar  um ambiente de negócios propício ao crescimento econômico e à geração de emprego e renda na região.

O PIM é nossa principal ferramenta nesse aspecto e é muito importante verificar estatísticas positivas como essas. Também iremos trabalhar cada vez mais intensamente na atração de investimentos,  para que novos empreendimentos cheguem à região e esses números só venham a crescer ainda mais nos próximos anos”, disse Tolentino.

Amazonianarede-Ascom/Suframa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money